Mulher viaja 60 horas para apoiar Lula, perde emprego e pede doações para voltar para casa

Mulher viaja 60 horas para apoiar Lula, perde emprego e pede doações para voltar para casa

Mulher viaja 60 horas para apoiar Lula Petista deixa tudo pra tras para apoiar ex presidente lula.

Fã do PT de carteirinha, Nena Viajou por 60 horas da Bahia até o Paraná para apoiar Lula, mas se decepcionou porque está desempregada, sem dinheiro para pagar passagem de volta, ainda, teve que vender a moto para arcar com as depesas da ida. “Se eu conseguir arrecadar dinheiro para voltar para casa vou ficar muito feliz e talvez eu faça uma nova tatuagem, com o nome de Lula, porque ainda tenho esperança nele”, disse Patrícia.

 

Mulher viaja 60 horas para apoiar Lula

“Há claramente perseguição a um partido”, diz  NENA “Lula não é imune à lei. Se for provado [que é culpado], tem que pagar. Seria uma decepção, ele é um líder. Mas até agora não tem nenhuma prova [contra o expresidente]. Acreditamos na palavra dele. É por isso que estamos aqui [em

Curitiba]”, explicou a desempregada  NENA, 48. Integrante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). A fé na inocência do ex-presidente, que depõe nesta quarta-feira (10) ao juiz federal Sergio Moro em processo em que é acusado de receber propina, incluindo um triplex no Guarujá, da empreiteira OAS, levou Venâncio a viajar 1.076 quilômetros entre Piratini, sul gaúcho, à capital paranaense. Ele e colegas de MST saíram de lá às 14h30 de ontem. Só chegaram ao acampamento montado pelo Frente Brasil Popular num terreno na região central de Curitiba, às 10h desta terça-feira (9).

Por isso apoiamos o PT